Menina de 9 anos constrói abrigos e cultiva horta para moradores de rua

Se você perguntar para Hailey Fort, 9, do que ela mais gosA menina começou a plantar seus próprios tomates, pepinos e blueberries aos seis anos, depois que viu um homem que morava na rua passando fome na cidade onde mora, no estado americano de Washington. ta no mundo, ela vai responder: "Da minha horta". Hoje, ela tem objetivos menos humildes: cultivou mais de cem quilos de comida em 2014 e pretende construir doze abrigos móveis para sem-tetos no próximo ano. "Acho que todo mundo deveria ter um lugar para morar", explica ela.

Hailey já está quase terminando a primeira casa, que vai doar a Edward, um homem que conheceu no ano passado. "Eles me contam sempre como é difícil morar na rua. Um deles perdeu um dos braços por causa de uma infecção", diz a menina, que documenta seu trabalho em uma página no Facebook e agora também tem um site. Há um mês, ela dedica dez horas por semana à construção do abrigo, que já tem telhado e janela, e ainda vai receber cortinas, uma lâmpada movida a energia solar e tranca na porta. "Decidimos que as paredes vão ser azuis por fora e brancas por dentro." O avô é quem dá as coordenadas. A mãe, Miranda Fort, diz que interfere pouco: "Na horta, só ajudo ela a cortar as coisas para não se machucar". A menina sabe muito bem como cultivar as frutas e vegetais sozinha, porque sempre consulta seus livros de jardinagem.

Para continuar plantando alimentos, construindo abrigos e comprando casacos e produtos de higiene para moradores de rua, Hailey criou uma campanha no site de financiamento coletivo GoFundMe há duas semanas.

Ela pretendia arrecadar U$ 1.000 (R$ 3.100), mas depois que sua história rodou o mundo –passando por jornais de países como Israel, França, Japão e Tailândia– se saiu melhor do que esperava. Foram U$ 35 mil (R$ 108 mil) até o momento.

O que Hailey vai fazer com todo esse dinheiro? "Quero triplicar o tamanho da minha horta", diz.

Nenhum comentário: