Acidificação dos oceanos pode provocar perdas de 1 trilhão de dólares por ano até o final do século

Arrecifes de coral. Foto: Banco Mundial/Carl Gustav
Da ONU Brasil

"A economia global pode perder, anualmente, 1 trilhão de dólares até o final do século caso não sejam tomadas medidas urgentes para impedir a acidificação dos oceanos, afirma o documento Uma síntese atualizada dos impactos da acidificação dos oceanos sobre a Biodiversidade Marinha lançado nesta quarta-feira (8) em Pyeongchang (Coreia do Sul). A cifra reflete somente a perda econômica das indústrias ligadas aos arrecifes de coral, uma das espécies mais vulneráveis a este fenômeno.

“Quando os ecossistemas param de funcionar como deveriam, eles não nos dão os serviços e os benefícios que ofereciam. No caso dos arrecifes de coral, eles são essenciais para a sobrevivência de milhares de pessoas em muitas regiões do mundo e serão significativamente afetados”, afirmou o especialista da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) sobre o assunto, Salvatore Arico.

O relatório, elaborado por uma equipe de 30 especialistas, afirma que a acidificação dos oceanos aumentou em cerca de 26% desde os tempos pré-industriais e vai continuar aumentando nos próximos 50 a 100 anos, afetando drasticamente os organismos marinhos e os ecossistemas, bem como os bens e serviços que fornecem.

A acidificação dos oceanos é a diminuição do pH dos oceanos da Terra, causada por um aumento das emissões de dióxido de carbono devido à atividade humana. O relatório sublinha que este fenômeno está ocorrendo em níveis sem precedentes, ameaçando a biodiversidade marinha e, consequentemente, a humanidade."

Nenhum comentário: