Britânicas perdem R$ 1 milhão em 'fraude do amor' online

Usuárias do site Match.com conseguiram processar fraudadores que tinha perfis falsos
"Autoridades britânicas investigam um grupo que teria fraudado pelo menos 12 mulheres em até R$ 1 milhão através de um site de relacionamentos na internet.

BBC Brasil 

Todas as vítimas conheceram homens que tinham perfis falsos no site Match.com.

A Justiça britânica já condenou quatro homens no caso: três por lavagem de dinheiro e o outro por formação de quadrilha para fraude e lavar dinheiro.
Os "homens falsos" iniciavam relacionamentos sérios com as suas vítimas e passavam semanas na farsa em telefonemas e e-mails extensos.

A certa altura, apresentavam histórias dramáticas e apresentavam falsas contas que não teriam condições de pagar.

Uma das vítimas que testemunhou no tribunal em Winchester, Suzanne Hardman, afirmou ter perdido cerca de R$ 640 mil em pagamentos de supostas contas médicas na Índia.

E-mails elogiosos

Em um dos e-mails para Hardman, o falso admirador se derramava em elogios.

"Te amo, Suzanne. Te amo por ser você e por ser a pessoa que você é."
O Match.com disse à BBC que os usuários precisam ter muito cuidado ao passar os detalhes pessoais para pessoas que conhecem através do site.

Sarah-Jane Johnson também caiu em uma fraude idêntica à que levou à condenação dos quatro homens.

O site Match.com pede cuidado aos usuários antes de cederem contatos pessoais
Ela contou à BBC que durante um mês, se correspondia diariamente e passava horas no telefone com o suposto namorado.

"Da primeira vez que ele me ligou, fiquei fascinada pela voz dele. Era grave, quase hipnótica. Era muito sensual, com um lindo sotaque francês", disse Johnson.

Para ela, o admirador parecia ser o "pacote completo".

Apesar disso, quando o homem lhe contou a história de um acidente trágico, a sua reação foi lamentar, mas não se ofereceu para ajudá-lo financeiramente.
"Não tenho muito dinheiro", disse.

Mas depois de receber uma série de telefonemas, passou a se sentir culpada.
"Me senti má, porque não estava fazendo nada para ajudar."

Inicialmente, resgatou R$ 1.100 da poupança e enviou.

Na época, ela pensou que tudo fosse real, já que o homem não desapareceu depois de receber.

"Não imaginei que ele estivesse pensando em tirar ainda mais dinheiro de mim", admite."

Nenhum comentário: