Em SP, Projeto Coletivo Jovem cria rede entre grupos culturais


Jessica Moreira, do Centro de Referências em Educação Integral / GGN

"Diante do déficit de programas juvenis voltados às populações das periferias paulistanas, diversos  jovens iniciam seus próprios processos de aprendizagem e cultura. Atuar em organizações sociais é uma das formas de empoderá-los e fazê-los reconhecer seu papel enquanto sujeito social, capaz de agir e tomar atitudes a partir de suas próprias convicções.

Com esse propósito, cinco organizações juvenis da cidade de São Paulo foram escolhidas pelo Programa Aprendiz Comgás (PAC) para integrar o Coletivo Jovem e, assim, garantir formas de continuidade e sustentabilidade a essas iniciativas.

Situados na zona leste, na região periférica de SP, os coletivos selecionados atuam nas áreas de teatro, música, audiovisual e literatura. São eles: Usina de AtosFilhos da DitaCinemateusGrupo Palavra e Coletivo Marginaliaria.
O trabalho teve como base o suporte do PAC tendo em vista a criação de uma rede, principalmente no que diz respeito ao uso de recursos materiais e financeiros; articulação no território e utilização de ferramentas de avaliação e comunicação.

Clique aqui e leia esta experiência na integra.

Nenhum comentário: