'Os Gêmeos' pintam avião da Seleção Brasileira


Do adNEWS

"A Gol apresentou esta semana a aeronave que transportará a Seleção Brasileira durante o Mundial de futebol. Os artistas plásticos Otávio e Gustavo Pandolfo, conhecidos como 'Os Gêmeos', assinam a obra exclusiva que reveste o novo avião da companhia e homenageia os brasileiros, destacando a sua etnia. Todo o projeto é assinado pela agência de marketing esportivo e entretenimento 9ine, que tem como um dos sócios o ex-jogador Ronaldo. A empresa tem a conta da Gol para ações relacionadas ao futebol.

É a primeira vez que a dupla estampa seus traços em um avião. Devido ao formato peculiar e da grande dimensão da aeronave, foram necessárias cerca de 100 horas para a conclusão da pintura. Além de mil latas de spray de tintas, vindas especialmente da Espanha.

“Esta é uma obra de arte que levaremos para todo o Brasil em homenagem à torcida brasileira e a nossa seleção. Temos muito orgulho em ser a Transportadora Oficial da Seleção e por levar, juntamente com a nossa torcida, o sonho rumo ao hexa”, afirma Florence Scappini, Diretora de Marketing da GOL.

“Para a 9ine é um orgulho ser a agência por trás de um projeto tão significativo e grandioso ao lado da GOL. Trabalhamos meses na ideia para que ela fosse viável e o resultado não poderia ser melhor”, diz Marcus Buaiz, diretor-geral e sócio da 9ine.

Confira as fotos:





FICHA TÉCNICA

Agência: 9ine

Anunciante: GOL Linhas Aéreas Inteligentes

Produto: GOL

Título: “Avião Seleção Brasileira: OSGEMEOS para GOL”

Diretor-Geral: Marcus Buaiz

Diretor de Criação: Danilo Janjacomo

Criação: Danilo Janjacomo, Thiago Strelow, Henrique Rojas, Paulo Salles e Ana Luiza Bittencourt

Atendimento: Raphael Pinho, Guilherme Fracaro, Rodrigo Moraes e Mayara Pereira

Aprovação Cliente: Paulo Kakinoff, Florence Scappini e Rafaela Melo

Planejamento: Priscilla Ceruti e Luciana Pinto

Agenciamento: Rafael Coca, Karina Martinez e Fernanda Franco

Produção e Ativação: Patricia Pimentel


Redação Adnews

Um comentário:

Anônimo disse...

Realmente... ficou ridículo.