Galáxia descoberta em 1779 tem a imagem mais nítida já revelada

Jornal GGN

"A Agência Espacial Norte-americana (NASA) divulgou esta semana a imagem mais nítida já feita do núcleo da galáxia espiral Messier 61, descoberta originalmente em 1779 e distante 100 mil anos-luz da Terra. A fotografia foi registrada em alta resolução pelo telescópio espacial Hubble.

Também conhecida como NGC 4303, a galáxia tem tamanho comparável com a Via Láctea, e faz parte, junto com a nossa galáxia, de um agrupamento de outras galáxias conhecido como o “Superaglomerado de Virgem”, na constelação de mesmo nome. O grupo de aglomerados de galáxias contêm até 2 mil galáxias espirais e elípticas no total.

Messier 61 é um tipo de galáxia conhecida como uma galáxia “starburst”, que possuem uma taxa muito alta de formação de estrelas por conta do seu reservatório natural de gás em um período muito curto de tempo (em termos astronômicos ). Além disso, seu centro não é um buraco negro típico, expelindo violentamente a radiação.

A galáxia Messier 61 foi descoberta pelo astrônomo italiano Barnabé Oriani, em 1779. Charles Messier também notou esta galáxia no mesmo dia que Oriani, mas o confundiu com um cometa que também passava naquele mesmo ano."

Com informações do Phys.org

Nenhum comentário: