30 aplicativos para revolucionar sua vida


"Istoé consultou especialistas e usuários e testou dezenas de aplicativos para selecionar os 30 recém-lançados apps com maior potencial de transformar a maneira como as pessoas lidam com suas atividades cotidianas

Mariana Queiroz Barboza, Lucas Bessel e Mariana Brugger - ISTOÉ

Bastam dois ou três toques na tela de um celular para que se consiga pegar um táxi em segurança e até já sabendo quanto deverá custar a corrida. Com outra meia dúzia de toques no mesmo aparelho, é possível localizar destinos e escolher os melhores caminhos para se chegar a eles no menor tempo possível, driblando os cada vez mais frequentes congestionamentos de nossas capitais. E o mesmo equipamento pode ajudar na escolha da refeição, fornecendo as características de cada alimento e colaborando com o hábito de se buscar um cardápio saudável. Esses são apenas três exemplos de pequenas revoluções que os chamados aplicativos vêm promovendo na rotina de milhões de cidadãos. Casos de sucesso como o Waze, um gps interativo que se transformou praticamente em rede social, ou o WhatsApp, que conecta pessoas e grupos em qualquer lugar do planeta em tempo real, surgem quase diariamente e em diversas áreas, como saúde, educação, finanças, esportes, etc. E os brasileiros aderiram a essa revolução tecnológica. O País é hoje o quarto maior mercado consumidor de smartphones, atrás apenas de China, Estados Unidos e Índia, e o segundo que mais instala aplicativos na Google Play, loja de aplicativos do sistema Android. “O brasileiro adora tecnologia, por isso estamos entre os líderes mundiais”, diz Mario Laffitte, vice-presidente de comunicação corporativa e relações governamentais para América Latina da Samsung, líder global do mercado.

Há aplicativos para todos os gostos, bolsos e sistemas operacionais. Diante de um universo que oferece mais de dois milhões de programas, ISTOÉ consultou usuários e especialistas de diversos segmentos e testou dezenas de apps para selecionar 30 dos mais importantes que estão chegando ao mercado hoje. A lista inclui aqueles que têm potencial para transformar a maneira como os usuários lidam com atividades cotidianas como praticar esportes, cuidar da saúde, programar viagens e até organizar as finanças. “O bom aplicativo é o que resolve problemas”, afirma Gustavo Luveira, diretor de operações da desenvolvedora de aplicativos Kanamobi. Na relação a seguir, dividida em sete categorias, o resultado da seleção dos apps que poderão ajudar a resolver problemas.



Aliado do bom consumo

Ainfinidade de apps de consumo disponíveis para as plataformas Android e iOS pode ser um aliado ou um vilão para os compradores. Tudo depende do uso. Se apreciados com moderação, os programas de comparação de preços, busca de ofertas e compras online ajudam o consumidor a economizar – e muito. No entanto, a tentação de aproveitar todas as promoções disponíveis pode levar o usuário a perder o controle. “A utilidade pode ser infinita, se houver procedência e se o consumidor tiver critério”, diz Maria Inês Dolci, coordenadora da Proteste Associação de Consumidores".
Matéria Completa, ::AQUI::

Nenhum comentário: