Em crise, USP corta 24,9% da verba de investimentos

"Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, 99,96% dos R$ 5,017 bilhões do orçamento da universidade para 2014 estão comprometidos com pagamento de pessoal. A proposta de adequação orçamentária prevê a utilização adicional de R$ 574 milhões das reservas da universidade, que representa 12,52% de seu orçamento total. A proposta será votada na próxima terça-feira, 25, pelo Conselho Universitário, órgão máximo da instituição

Brasil 247

A Universidade de São Paulo (USP) não tem andado bem das pernas, financeiramente falando. Para 2014, a maior universidade do país reduziu em 29,43% a dotação orçamentária para custeio e investimentos, em comparação com ano anterior. Segundo matéria do jornal O Estado de S. Paulo, 99,96% dos R$ 5,017 bilhões do orçamento da universidade para 2014 estão comprometidos com pagamento de pessoal.

A proposta de adequação orçamentária prevê a utilização adicional de R$ 574 milhões das reservas da universidade, que representa 12,52% de seu orçamento total. De acordo com o texto, a projeção é que as contas só sejam ajustadas em dois anos.

A crise financeira já havia sido apontada como o principal desafio da gestão do novo reitor, Marco Antonio Zago. A proposta será votada na próxima terça-feira, 25, pelo Conselho Universitário, órgão máximo da instituição.

Segundo o Estadão, com exceção da política de apoio e permanência estudantil, restaurantes, serviços de utilidade pública e material bibliográfico, praticamente todos os outros programas e projetos terão redução orçamentária neste ano.

O item "apoio às viagens e atividades de campos" e "manutenção de animais para ensino e pesquisa" tiveram redução de 33,23% de seu orçamento. Os valores previstos para as unidades de ensino, institutos especializados, museus e prefeituras terão redução de 35%. Já para os chamados "órgãos de apoio" a redução será de 28,53%."

Nenhum comentário: