Quatro toneladas de água radioativa vazam no solo de Fukushima


Empresa administra há dois anos água radioativa armazenada em mil depósitos ou acumulada no subsolo da central


A Tepco (Tokyo Electric Power Company), empresa que administra a central nuclear japonesa de Fukushima, anunciou nesta terça-feira (01/10) que quatro toneladas de água radioativa foram vertidas acidentalmente no solo do complexo durante operações de limpeza. As informações são da agência de notícias France Presse.

O incidente aconteceu quando os trabalhadores bombeavam a água da chuva de um canal para levá-la a um depósito vazio com capacidade para 12 toneladas, segundo a empresa.

"Esta tarefa começou às 10h38 (22h38 de Brasília), mas pouco depois de uma hora, às 11h50, os trabalhadores perceberam que a água transbordava pela abertura superior do depósito", explicou um porta-voz.

A Tepco calculou em quatro toneladas a quantidade de água que atingiu o solo, mas sem poder precisar o nível de contaminação. "A água em questão era originalmente água de chuva, mas como estava na área da central, poderia conter matérias radioativas", disse o porta-voz.

A central de Fukushima Daiichi, devastada pelo tsunami de março de 2011, abriga água radioativa armazenada em mil depósitos ou acumulada no subsolo. A Tepco luta há dois anos contra este líquido. A quantidade aumenta diariamente e parte chega ao Oceano Pacífico.”

Nenhum comentário: