Empresa apoiada por Bill Gates desenvolve ovos sustentáveis e de origem vegetal


O substituto para ovos que pode beneficiar milhões de galinhas


“A empresa norte-americana Hampton Creek desenvolveu um pó verde-claro que promete substituir os ovos de granja. Chamado de Beyond Eggs (Em português, Além dos Ovos), o produto é composto por uma variedade de ervilha, óleo de girassol e de canola, além de outros ingredientes naturais.

A variedade de ervilha é um ingrediente identificado pelos cientistas e chefes de cozinha da empresa, após terem testado 287 plantas. É este produto que dá cor ao pó. Uma das formulações pode ser utilizada para substituir ovos em produtos assados, como biscoitos, e há também uma versão que pode ser usada em molhos, como maionese.

O negócio fundado por Josh Tetrick, com sede em São Francisco, nos Estados Unidos, busca comercializar um produto mais “humanitário”. Ele substitui os ovos produzidos por galinhas que ficam confinadas nas chamadas granjas-fábrica.

A organização de proteção animal Humane Society International (HSI) afirma que, no Brasil, cerca de 90% das galinhas poedeiras são confinadas em gaiolas em bateria tão pequenas que são impedidas de realizar a maioria de seus comportamentos naturais, como andar, empoleirar-se, tomar banhos de areia, botar ovos em ninhos ou até mesmo abrir suas asas completamente.

Em entrevista à escritora Karen E. Lange, publicada na atual edição da revista All Animals, Tetrick afirmou que dos 1,1 trilhões de ovos que são botados todos os anos no mundo, a maior parte vem de locais ruins tanto para os animais, quanto para a saúde das pessoas que consomem. “Apenas pensei que teria que haver uma forma de retirar completamente os animais da produção convencional de ovos e fazer algo que é melhor e mais barato”.

Para ele, o abuso cometido nessas indústrias vai além do imaginável. Além disso, afirma que o Beyond Eggs é melhor para o meio ambiente, 20% mais barato e mais saudável, pois é livre de colesterol e não carrega nenhum dos riscos de segurança alimentar geralmente presentes na produção tradicional.

Em relação ao sabor do produto, Tetrick afirma que quando o ovo é usado na fabricação de alimentos, o gosto fica mais evidente. “Você sente mais o gosto do chocolate no biscoito, por exemplo. A maioria das pessoas também prefere o gosto da nossa maionese. Não é uma maionese feita em laboratório, é apenas uma maionese muito boa, com preço competitivo e sem colesterol”.

Bill Gates identificou a Hampton Creek como uma das principais empresas que moldarão o futuro da alimentação. Já neste ano, duas empresas alimentícias americanas começarão a usar o Beyond Eggs. Tetrick espera desenvolver um produto líquido que possa ser usado para fazer ovos mexidos, bem como expandir as atividades da empresa internacionalmente, em países como Brasil, China e Nigéria.

Para quem acha que é impossível produzir ovos sem sofrimento animal, desde 1992, as gaiolas foram banidas na Suíça em 1992. As gaiolas em bateria convencionais também são proibidas em toda a União Europeia desde 2012.”

Nenhum comentário: