CFM lança portal para localizar crianças desaparecidas


Yara Aquino, Agência Brasil
 
“O Conselho Federal de Medicina (CFM) lançou hoje (18) um sítio na internet com um cadastro de crianças desaparecidas em países da América Latina, de Portugal e da Espanha. A intenção é mobilizar a sociedade na busca das crianças e, em especial, os médicos.

Moderada pelo CFM, e com o nome Médicos em Resgate de Crianças Desaparecidas, a página é aberta ao cadastramento de crianças desaparecidas por meio de um formulário, no qual podem ser registradas informações sobre a criança, com foto, e também sobre o responsável. É necessário o registro do boletim de ocorrência do desaparecimento.

O portal, tem versões em português, inglês e espanhol. Podem ser cadastradas crianças desaparecidas no Brasil, em Portugal, na Espanha, Argentina, Bolívia; no Chile, na Colômbia, em Cuba; no Equador, México, Paraguai; no Peru, Uruguai e na Venezuela.

Integrante da Comissão de Assuntos Sociais do CFM, Ricardo Paiva explica a importância da participação dos médicos na localização das crianças. “Toda criança, em algum momento, vai precisar ou de um médico pediatra, ou ir a uma emergência. E o médico mobilizado pode reconhecer que aquela criança tem sinais de violência ou não está na companhia dos pais ou de um parente”, diz. “Nosso diferencial é que é um portal de médicos da América Latina, Portugal e Espanha. Eles não estão agrupados apenas dentro de um país”, acrescentou.”

Nenhum comentário: