Tetos de ônibus são transformados em áreas verdes na Espanha

Gabriel Felix, CicloVivo / Carbono Brasil

"Criado pelo paisagista espanhol Marc Grañen, o premiado projeto Phyto Kinetic tem por objetivo cobrir com plantações a parte superior dos ônibus. Utilizando materiais leves de jardinagem, o paisagista constrói áreas verdes itinerantes que ajudam a purificar o ar das metrópoles e ainda aproveitam o espaço livre, que geralmente é desperdiçado. A iniciativa já é praticada em Girona, cidade que faz parte da Catalunha.

Grañen desenvolveu o projeto com a ajuda de seus filhos. Para compor os jardins superiores, o paisagista estuda as características das plantas e cria um habitat ideal a partir de seus esboços, adaptando os vegetais à superfície dos veículos. Por enquanto, as instalações contam apenas com plantas ornamentais, mas a intenção é levar ervas aromáticas e outras hortaliças para os tetos dos ônibus.


A sustentabilidade é o principal recurso de manutenção das instalações verdes: assim, por meio de um sistema de reaproveitamento, a água produzida pelo ar condicionado dos ônibus é utilizada para irrigar as plantas da parte superior. Quando a refrigeração interna está desativada, o jardim pode ser regado manualmente.

As plantações na parte superior dos ônibus utilizam materiais de jardinagem de baixo impacto e a estrutura é sustentada por arames. Primeiramente, Grañen projeta a área. Depois, constrói os jardins por camadas: a base é uma manta que tem uma espuma hidropônica, material leve e muito eficiente para o desenvolvimento das plantas, que pode ser encaixado diretamente no teto. Em cima desta manta, são plantados os vegetais que vão formar o jardim. Veja a instalação do projeto no vídeo abaixo:



Por enquanto, o Phyto Kinetic começou a ser implantado apenas nos ônibus de uma companhia de turismo ecológico, mas a ideia é expandir o projeto o mais rápido possível, dando vida aos espaços móveis abandonados. De acordo com o paisagista, se a frota de ônibus de Nova Iorque aderisse ao projeto, seriam gerados cerca de cem mil metros de áreas verdes, capazes de melhorar a qualidade do ar na megalópole norte-americana.

Nenhum comentário: