Quase 50 mil escolas aderem ao ensino integral em todo o país, revela Dilma


Aulas de reforço escolar em matemática,
português, ciências e um idioma estão
presentes no contraturno / Tânia Rego/ABr

Segundo a presidenta, quem adere à iniciativa tem acompanhamento pedagógico obrigatório, com aulas de reforço escolar em matemática, português, ciências e uma língua

Redação, RBA

A presidenta Dilma Rousseff informou que “mais de 49.300” escolas públicas aderiram ao programa de ensino integral em todo o país. Segundo Dilma, só em 2013 o governo já teria investido R$ 1,8 bilhão na iniciativa.

“A maior parte dos recursos é repassada diretamente para a escola contratar monitores e professores, comprar material e preparar os espaços para receber as crianças nas atividades do chamado contraturno, que é o segundo turno”, disse ela no programa de rádio Café com a Presidenta.

Entre as atividades presentes no contraturno, Dilma destacou o acompanhamento pedagógico obrigatório, com aulas de reforço escolar em matemática, português, ciências e uma língua.

De acordo com a presidenta, nenhum país se tornou desenvolvido sem adotar a medida. “O principal caminho para o desenvolvimento sustentável, para a valorização da própria sociedade brasileira reduzindo as desigualdades é a educação”.

A meta é chegar com educação em dois turnos a 60 mil escolas até 2014. “E a nossa prioridade tem sido as escolas onde estão as crianças mais pobres, que são aquelas que recebem o Bolsa Família”, detalhou.”

Nenhum comentário: