Capital paulista gasta cerca de 40 bilhões com trânsito lento


 
“Ficar horas parado no trânsito gerando quilômetros de congestionamento é um problema que afeta todos os dias milhares de paulistanos. A baixa mobilidade urbana é constante na maior metrópole do Brasil e -, de acordo com dados bianuais revisados pela Fundação Getúlio Vargas, desde 2002, sobre o preço do congestionamento na cidade -, gera um rombo no orçamento que equivale a 1% do Produto Interno Bruto (PIB) de todo país.

O custo gerado pelo congestionamento soma o gasto com combustíveis para carros, ônibus e caminhões parados, às despesas com saúde por causa da poluição e as horas perdidas no trânsito, quando já poderiam estar no trabalho. O prejuízo, em 2012, somou R$ 40 bilhões.

Marcos Cintra, vice-presidente da FGV e ex-secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, explica que a soma dos gastos é equivalente a dizer que cada cidadão deixou de ganhar ou gastou aproximadamente R$ 3,6 mil por estar parado no trânsito, desperdiçando combustível e respirando ar poluído.”
Matéria Completa, ::AQUI::

Nenhum comentário: