Educação ambiental pode ter mais espaço no ecoturismo


Caio Albuquerque, Agência USP / Envolverde

“Na Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq) da USP, em Piracicaba, pesquisa do biólogo Renato Bacchi avaliou as atividades de educação ambiental que acontecem durante as práticas de ecoturismo no Parque Estadual da Serra do Mar, Núcleo Santa Virgínia, que tem sua sede localizada em São Luiz do Paraitinga, no Vale do Paraíba (interior de São Paulo). O estudo mostra que os visitantes do parque não apenas esperam saber mais sobre o ambiente local, mas recebem bem as informações dos monitores. O biólogo recomenda o aprimoramento do trabalho educativo de modo a sensibilizar os visitantes e trazer discussões sobre o ambiente global e questões sociais.

“O Núcleo Santa Virgínia se mostra propício para este estudo, já que abriga diversas cachoeiras, rios, paisagens, inclusive protegendo o Rio Paraibuna, o qual forma o Rio Paraíba do Sul”, relata o biólogo. Segundo Bacchi, no interior do Núcleo existem 6 trilhas interpretativas abertas para a visitação e o rafting (descida em corredeiras em equipe utilizando botes infláveis e equipamentos de segurança), que ocorre no Rio Paraibuna. “Todas as visitas são agendadas e acompanhadas de um monitor ambiental ou do guia do rafting”.
Matéria Completa, ::AQUI::

Nenhum comentário: