Projetos sociais e ambientais florescem com financiamento colaborativo

Portais de crowdfunding facilitam a relação entre boas iniciativas e pessoas com interesse de ajudar, aparecendo como uma nova ferramenta para incentivar transformações na sociedade

Fabiano Ávila, Instituto CarbonoBrasil

As crianças que crescem em grandes centros urbanos em geral não possuem qualquer relação com as florestas e o meio ambiente, e muitas nunca viram de perto nem uma vaca, quanto mais um tamanduá ou uma arara. Não são poucas as pessoas que se preocupam com essa situação, mas diante da correria do cotidiano acabam não fazendo nada para mudá-la. Porém, se você soubesse que é possível contribuir para um programa que promete um novo modelo de educação ambiental nas escolas que visa justamente diminuir a distância entre as crianças e a natureza, você estaria disposto a doar dez, vinte ou cem reais?

Essa é a inovação e a beleza do crowdfunding, ou financiamento colaborativo: qualquer um, de qualquer lugar, pode se engajar, mesmo que doando quantias mínimas. É um passo além - muito além - do chamado 'ativismo de sofá', no qual as pessoas se limitam a apenas retransmitir nas redes sociais imagens ou mensagens com conteúdo que apoiam. Com o aumento na confiança de transações financeiras pela Internet, já está sendo possível buscar iniciativas sérias com as quais podemos nos identificar e que nos sentimos bem ao ajudar.

O crowdfunding é mais conhecido entre jovens, já que muitos dos projetos são criados com o objetivo de trazer uma grande banda internacional para o Brasil ou para ajudar músicos e escritores iniciantes ou alternativos a lançarem seus trabalhos. Mas o número de projetos sociais e ambientais têm crescido muito recentemente, com cada vez mais entidades sem fins lucrativos descobrindo a ferramenta.”
Matéria Completa, ::AQUI::

Nenhum comentário: