Intercâmbio oferece oportunidade a pesquisadores brasileiros no setor farmacoquímico


Carolina Gonçalves, Agência Brasil

“Pesquisadores brasileiros serão treinados e poderão acompanhar por, pelo menos um ano, projetos de desenvolvimento e pesquisa de medicamentos em três centros especializados no exterior: Cambridge, na Inglaterra; Paris, na França, e Frankfurt, na Alemanha. O intercâmbio poderá ser feito a partir dos próximos meses, pelo Programa Ciência sem Fronteiras e a expectativa de especialistas e de autoridades do governo brasileiro é que o treinamento supra um déficit de conhecimento científico sobre pesquisa e desenvolvimento de medicamentos, que ainda serão produzidos e que estão em fase de testes iniciais de segurança.

Na tarde de hoje (19), representantes do Ministério da Educação (MEC) e do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) assinam parceria com o grupo farmacêutico francês Sanofi. Pelo acordo, que está em estudo há seis meses, o grupo vai disponibilizar os centros de pesquisa especializados para a imersão dos pesquisadores e, em contrapartida, o governo federal vai arcar com as despesas do aluno, por meio de bolsas de estudo.

"O déficit nesse setor é muito grande e talvez esta seja uma das razões pela qual o Brasil não avançou em inovação tanto quanto outros países", avaliou Jaderson Lima, diretor de Alianças Médicas e Científicas da Sanofi. Segundo ele, os pesquisadores vão retornar para o Brasil capacitados para assumir as pesquisas e contribuir para ampliar, no futuro, o acesso da população brasileira a medicamentos inovadores, desenvolvidos em território nacional.”
Matéria Completa, ::AQUI::

Nenhum comentário: