10 mil toneladas de peixes aparecem mortos na Islândia


Embora a situação cause espanto ao redor do mundo, não é a primeira vez que o fenômeno acontece no país gelado: em dezembro de 2012, o número de peixes encontrados mortos na Islândia foi ainda maior, chegando a quase 30 mil toneladas. | Foto: Zero Style/Flickr


Milhares de peixes foram encontrados mortos no impronunciável fiorde de Kolgrafafjordur, na Islândia. De acordo com os pesquisadores que estão estudando o fenômeno, que ocorreu no início de fevereiro, os baixos níveis de oxigênio nas águas rasas do local provocaram a morte dos animais.

O jornal islandês Morgunbladid informou que cerca de dez mil toneladas de arenques foram encontradas boiando no fiorde no dia primeiro de fevereiro. Segundo Johann Sigurjónsson, diretor do Instituto de Investigação da Marinha da Islândia, as mortes causaram um prejuízo de cerca de 19,5 milhões de reais, valor quase igual aos lucros gerados em uma temporada de pesca de arenques no país.

Embora a situação cause espanto ao redor do mundo, não é a primeira vez que o fenômeno acontece no país gelado: em dezembro de 2012, o número de peixes encontrados mortos na Islândia foi ainda maior, chegando a quase 30 mil toneladas.  De acordo com os cientistas, a triste situação pode repetir-se novamente até o final do inverno no hemisfério norte, já que, apenas na primavera os peixes dispersam-se para áreas maiores.

Embora a comunidade atribua a morte dos peixes às obras de desenvolvimento da região – que incluem uma ponte e um aterro – as autoridades públicas vêm se esforçando para monitorar a área, para que as mortes dos arenques sejam evitadas ao máximo. A fim de tentar reverter a situação, os próprios habitantes estão fazendo a limpeza do local e aproveitando os peixes mortos para produzir rações para animais."
 

Com informações do Huffington Post e do Le Monde.

Nenhum comentário: