Pesquisadores descobrem que alguns corais resistem ao aquecimento dos oceanos


Fernanda B. Mûller, Instituto CarbonoBrasil

“Aproveitando avanços recentes nas tecnologias de sequenciamento de DNA, pesquisadores descobriram um padrão de atividade genética em corais que sobrevivem a temperaturas mais altas, despertando esperanças de resistência ao aquecimento global.

 “Corais diferentes divergem substancialmente em sua resiliência fisiológica ao stress ambiental, mas os mecanismos moleculares por trás da maior resiliência continuam desconhecidos”, colocam os pesquisadores em seu artigo publicado no periódico Proceedings of the National Academy of Sciences.

Visando desvendar esses mistérios, os pesquisadores compararam diferentes constituições genéticas entre corais da espécie Acropora hyacinthus na Ilha Ofu (Samoa Americana) que têm e que não têm resiliência térmica às flutuações diárias de até 6ºC, alcançando mais de 32ºC. Daniel Barchis, da Universidade de Stanford, e outros pesquisadores realizaram simulações (veja o vídeo) de condições de estresse que causariam o branqueamento.”
Matéria Completa, ::AQUI::

Nenhum comentário: