Os perigos da interação medicamentosa


Enio Rodrigo, do O que eu tenho / Envolverde

"Ao tomar mais de um remédio concomitantemente, as pessoas devem ficar atentas aos problemas causados pela chamada interação medicamentosa – que causa efeitos colaterais por conta da interação entre os componentes dos remédios ingeridos por um indivíduo.

“De acordo com a Fundação Oswaldo Cruz, esse tipo de interação entre dois ou mais medicamentos pode levar à morte em torno de 24 mil pessoas no País. Uma pesquisa detalhada, feita pelo órgão norte-americano Food and Drug Administration (FDA, cuja atividade é similar à feita pela Anvisa, no Brasil), chegou a aproximadamente 106 mil mortes por ano nos EUA”, alerta o médico Paulo Celso Budri Freire, idealizador do Portal “Saúde Direta”, uma iniciativa que visa a ser uma ferramenta de apoio para auxiliar os médicos a ficarem alertas para possíveis interações entre medicamentos usados pelos pacientes atendidos.

Números subestimados

O número de casos no Brasil de interação medicamentosa (IM) pode estar subestimado, diz Freire. “Principalmente se formos comparar com o número indicado pelo FDA. Isso porque aqui no Brasil o número de pessoas que se automedica é muito maior e até pouco tempo atrás qualquer pessoa podia comprar antibióticos sem receita no balcão da farmácia”, completa o especialista.”
Matéria Completa, ::AQUI::

Nenhum comentário: