A falta que faz um carro… ou não!

O carro é status ou necessidade? Foto: Marcelo Camargo / ABr

Reinaldo Canto, CartaCapital

“Começo de ano, bom momento para fazer novos planos e rever os antigos. Reorganizar metas, objetivos, desejos e colocar tudo em perspectiva. Também é salutar refletir sobre hábitos há muito tempo arraigados e, quem sabe, necessitem ser abandonados ou modificados em nome de uma vida mais saudável e equilibrada.

Há mais de dez anos não sou proprietário de um veículo motorizado. Resido em uma região muito bem servida de transporte público (ônibus e metrô), uma gama de serviços quase ao alcance da mão (supermercados, cinemas, padarias, bancos) e para quase todos os meus compromissos profissionais o tempo médio gasto em deslocamentos gira em torno de 20 minutos (espantoso e irrisório para uma cidade como São Paulo). Por essas razões, a decisão sobre voltar a ter um carro tem sido protelada sine die. Portanto, decidi por um momento, levantar nestas linhas a possibilidade de adquirir uma dessas máquinas maravilhosas e redentoras.”
Artigo Completo, ::AQUI::

Nenhum comentário: