Fenômeno Eureka! - Boas ideias chegam quando menos se espera


Deixar de vez em quando a mente livre para divagar não é uma simples perda de tempo: é um hábito comportamental que pode abrir caminho para o aparecimento de intuições geniais

Brasil 247 / Oásis

Conta-se que quando o filósofo grego Arquimedes exclamou “Eureka!” (A luz se fez!) ele estava relaxando, completamente nu, na banheira: a ideia inspiradora que iria revolucionar a física dos fluídos surgiu em sua mente quando ele tomava o seu banho.

É coisa bem sabida que as grandes intuições chegam quase sempre nos momentos em que não estamos particularmente concentrados naquele problema específico. O que ainda não está claro é por que isso acontece dessa forma. Recente estudo norte-americano sugere que não são tanto os momentos de pausa que favorecem a criatividade e a intuição genial, mas sim os momentos em que deixamos que nossa mente divague, livre e solta. Exatamente aqueles momentos em que acreditamos estar perdendo nosso tempo...

A experiência

Para estudar esse fenômeno, Benjamin Baird e Jonathan Schooler, dois psicólogos da Universidade da Califórnia, em Santa Bárbara, submeteram 145 estudantes a dois exercícios que consistiam fazer o elenco, em dois minutos, do maior número possível de usos alternativos para objetos de uso comum, como escovas de dente, cabides e caixas de fósforo. Esgotado esse tempo, os estudantes podiam gozar de uma pausa de 12 minutos, durante a qual alguns simplesmente repousaram, outros se dedicaram a alguma atividade que demandava o uso da memória e a plena concentração, e os restantes foram envolvidos numa atividade pouco exigente que favorecia a divagação da mente. Um outro grupo de voluntários não desfrutou de nenhum momento de pausa.”
Foto: Divulgação
Matéria Completa, ::AQUI::

Nenhum comentário: