Grupo conservador norte-americano intimida jornalistas climáticos


Fabiano Ávila, Instituto CarbonoBrasil

“Em uma manobra que está sendo classificada como uma tentativa de constranger a produção de reportagens sobre mudanças climáticas, o Instituto de Tradição Americana (ATI) entrou na justiça pelo direito de conhecer os conteúdos de e-mails trocados entre jornalistas e cientistas.

A estratégia, a mesma utilizada no passado contra pesquisadores, busca encontrar informações que possam ser indícios de uma “conspiração” ou de troca de favores indevidos, como pedidos para atacar este ou aquele cético.

Entre os veículos de comunicação visados pela ATI estão o New York Times, a Associated Press e o jornal britânico The Guardian.

A entidade alega que possui o direito legal de ter acesso a qualquer comunicação de cientistas ligados a Universidades e centros de pesquisa públicos.”
Matéria Completa, ::AQUI::

Nenhum comentário: