Com temperaturas recorde, norte-americanos passam a acreditar mais em mudanças no clima


Fernanda B. Müller, Instituto CarbonoBrasil

“Em tempos de secas, incêndios e temperaturas recorde, uma nova pesquisa de opinião feita pela Universidade do Texas concluiu que atualmente 70% dos norte-americanos acreditam que o clima está mudando, reportou a Bloomberg. Em março, a mesma pesquisa chegou ao total de 65%.

A porcentagem daqueles que não acreditam nas mudanças climáticas atuais caiu de 22% em março para 15% na pesquisa realizada entre 12 e 16 de julho, que será publicada no site do Instituto de Energia da Universidade do Texas.

Em outra pesquisa, do jornal The Washington Post e da Universidade de Stanford, 60% dos questionados afirmaram que os padrões meteorológicos têm se mostrado mais instáveis. Eles também acreditam que o aquecimento futuro do planeta é algo que pode ser mitigado, portanto, a maioria (dois terços) quer que o governo lidere no cenário global de combate às mudanças do clima.

Na semana passada, uma coletânea de estudos organizada pelo Met Office e pela Administração Nacional Oceânica e Atmosférica (NOAA) afirmou que algumas das ondas de calor e secas de 2011 foram até 60 vezes mais prováveis de acontecer graças ao aquecimento global e às ações humanas no clima.

A coletânea analisa, por exemplo, a seca no estado norte-americano do Texas, concluindo que mudanças instigadas pela queima de combustíveis fósseis tornaram a onda de calor vinte vezes mais provável.”
Matéria Completa, ::AQUI::

Um comentário:

Anônimo disse...

É, mudanças no clima existem desde que o mundo é mundo. Umas centenas de anos atrás teve uma mini segunda era do gelo na Europa! É bom mesmo que esquente! E tudo é naturalmente.