Associação propõe sacolas reembolsáveis para consumidor que não levar embalagem reutilizável


Elaine Patricia Cruz, Agência Brasil

“A Associação Paulista de Supermercados (Apas) apresenta hoje (25) ao Ministério Público de São Paulo e à Fundação Procon propostas para compensar o fim das sacolas plásticas nos supermercados do estado. Uma das ideias é oferecer três tipos de sacolas ao consumidor que fizer compras no supermercado e se esquecer de levar a embalagem reutilizável - as feitas em papel, as de material biocompostável, ou seja, fabricadas com amido e biodegradáveis, ou as recicladas, fabricadas com sobras de plástico em indústria. Essas sacolas custariam entre R$ 0,07 ou R$ 0,25, em uma previsão inicial feita pela Apas.

Outra proposta seria a de compensar o valor que foi gasto pelo consumidor na compra da sacolinha no supermercado. Ao optar por uma dessas sacolas, a compra será discriminada no tíquete do caixa e, na próxima vez em que se dirigir ao estabelecimento, o consumidor poderá devolver essa sacola (mesmo que o estado em que ela se encontre já não seja o mesmo de quando a adquiriu) e receber de volta o dinheiro que pagou, de forma integral.

O presidente da Apas, João Galassi, disse que com essa atitude o consumidor e os supermercados estarão contribuindo para a Política Nacional dos Resíduos Sólidos, estimulando a logística reversa. Segundo ele, os supermercados ficariam responsáveis por dar a destinação correta para as sacolinhas que forem devolvidas pelo consumidor.

“Hoje, 90% das compras são feitas com as sacolas reutilizáveis. Mas, quando esqueço a minha sacola ou quando, de repente, a dona de casa está passando e resolve adquirir algum produto, precisa de uma opção mais em conta, que não a onere. [Nesse caso], a dona de casa não precisa de outra sacola reutilizável. Ela precisa de uma opção”, disse o presidente da Apas, explicando as alternativas que vão ser propostas pela associação.”
Matéria Completa, ::AQUI::

Nenhum comentário: