Izabella Teixeira defende mais ousadia no desenvolvimento da economia verde


Thais Leitão, Agência Brasil

“A ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, defendeu hoje (10) mais ousadia por parte dos países para garantir o desenvolvimento da economia verde. Segundo Izabella, é preciso que as nações assegurem a viabilidade econômica, social e ambiental das propostas de desenvolvimento e ampliem competências ligadas às novas tecnologias ambientais.

“Os países, no contexto da economia verde, precisam ser ousados e essa ousadia vai desde o acesso até a qualidade do que é gerado e à eficiência do que estamos consumindo. A ousadia é buscar novos caminhos de produção e consumo sustentáveis, influenciando na mudança de comportamento para consumir melhor, com inclusão e proteção ambiental”, explicou, ao participar no Rio de Janeiro de um seminário sobre sustentabilidade promovido pelo Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável.

Izabella Teixeira também ressaltou que a declaração, que será aprovada ao fim da Rio+20, vai apontar novos rumos e práticas de desenvolvimento sustentável, como erradicação da pobreza, segurança alimentar e energética e acrescentou: “Seria excepcional se tivéssemos obrigações de produção e consumo sustentáveis para todos os países, obrigações para os [países] desenvolvidos, porque os padrões de desenvolvimento deles não tem como ser replicado para todo o planeta”.

A economia verde é o conjunto, organizado e segmentado de setores da sociedade que decidiram pela oferta e demanda de produtos, servições e atividades sociais ambientalmente responsáveis e sustentáveis.”

Nenhum comentário: