Deslocamento de geleiras na Groenlândia se acelera e aumenta elevação do mar


Carbono Brasil / Reuters

“Algumas das geleiras da Groenlândia estão se deslocando cerca de 30% mais rapidamente do que faziam há dez anos, contribuindo para o aumento global dos níveis do mar, mas isso pode ainda não ser o suficiente para atingir as projeções mais extremas para 2100, reportaram cientistas na quinta-feira.

Pesquisadores têm monitorado grandes camadas de gelo na Groenlândia e na Antártica por décadas como uma indicação do impacto das mudanças climáticas estimuladas pelo homem.

Feitas de neve compactada, essas geleiras podem se mover em direção ao mar, e quando chegam lá, liberam água nos oceanos ao seu redor. Quanto mais rapidamente elas se movimentam, mas água elas liberam, e mais elevados os oceanos ficam.

Nem todas as geleiras se deslocam no mesmo ritmo, de acordo com Twila Moon e os coautores da Universidade de Washington e da Universidade Estadual de Ohio, cuja pesquisa foi publicada na edição atual do periódico Science.

Geleiras terrestres sem saída para o mar têm velocidades máximas de nove a 97,5 metros por ano, os pesquisadores descobriram, enquanto as oceânicas podem se mover 11 quilômetros por ano.

As geleiras que fluem no mar em torno da Groenlândia são as que devem ser observadas, disse Moon em uma entrevista por telefone, pois é nelas que 80% das perdas de gelo na Groenlândia ocorrem.

Pesquisas de satélite de mais de 200 geleiras mostraram que as que se movem comparativamente mais rápido nas áreas leste, sudeste e nordeste da Groenlândia aumentaram sua velocidade em média 30% de 2000 a 2011.”
Matéria Completa, ::Aqui::

Nenhum comentário: