Energia solar pode se tornar competitiva em dez anos

“Novo relatório da empresa de consultoria McKinsey estima que até 2020 preço da energia solar pode cair para US$ 1 por watt, e a capacidade instalada da indústria pode aumentar de 400 GW a 600 GW no mesmo período

Jéssica Lipinski, Instituto CarbonoBrasil/Agências internacionais

Um novo estudo da empresa norte-americana de consultoria McKinsey revelou aquilo que muitos defensores das energias renováveis torcem para que aconteça: em dez anos, a solar pode se tornar competitiva em relação às fontes convencionais, batendo de frente com opções poluidoras e perigosas como o carvão e a energia nuclear.

De acordo com a pesquisa da McKinsey, esse período de tempo poderá ser ainda menor em países com condições mais favoráveis, onde haja grande capacidade solar fotovoltaica (PV) a ser desenvolvida. Nessas nações, a competitividade com as fontes fósseis pode se tornar realidade em cerca de dois a três anos.

Krister Aanesen, autor do relatório, observou que a redução dos custos com o aumento da escala, as melhorias nos processo de fabricação e uma maior eficiência na cadeia de suprimentos estão ajudando a alimentar esse cenário; prova disso é que nos últimos sete anos, os custos de produção da energia solar caíram cerca de 75%.

“Os preços pagos pela [energia] solar provavelmente continuarão a cair, mas as vendas devem aumentar à medida que se torna economicamente viável para um número crescente de consumidores”, comentaram analistas da consultoria.”
Matéria Completa, ::Aqui::

Nenhum comentário: