Auditoria acha 'violações sérias' de trabalho em fábricas de produtos da Apple na China

Imagem da rede de TV "ABC" mostra redes que cercam prédios da Foxconn, colocadas após onda de suicídios de trabalhadores em 201

UOL

“Uma auditoria no grupo Foxconn, empresa responsável pela montagem de produtos da Apple e de outras companhias de tecnologia, encontrou “violações sérias” de leis trabalhistas da China, segundo informações da “Blooomberg”. Para cumprir seus compromissos com seus clientes, a Foxconn terá de contratar dezenas de milhares de funcionários, recomendam os auditores.

Segundo a agência, inspetores encontraram ao menos 50 violações às leis chinesas, como também ao código de conduta assinado pela Apple junto à Associação do Trabalho Íntegro (FLA, na sigla em inglês). O código havia sido assinado pela empresa em janeiro depois da morte de trabalhadores em fábricas da fornecedora da Apple.

A Foxconn deverá adequar as jornadas de trabalho em suas linhas de produção de acordo com os limites legais até julho de 2013 e compensar mais de 1,2 milhão de funcionários pelas horas extras feitas.”
Matéria Completa, ::Aqui::

Nenhum comentário: