Nasce o computador ecológico


Karina Landi, Agência D.A.P.V. / Envolverde

“Imagine pegar algumas garrafas pet de refrigerante e água mineral, por exemplo, e criar uma CPU de computador?  Foi isso que um jovem inventor mineiro idealizou, desenvolveu e produziu, um gabinete de microcomputador feito de Pet Reciclado.

E isso é possível graças a dedicação de seu criador Adriano Reis Pereira de Carvalho na realização do projeto, já que a decomposição de garrafas pet na natureza é de aproximadamente 400 anos e se encontra em rios, nascentes, cidades, ruas, bueiros e aterros, um sério problema para o meio ambiente. “Meu sonho sempre foi fazer algo de bom pelo nosso Planeta, nossa única moradia, e também gerar empregos com atitudes ecológicas e sustentáveis. Então resolvi dar uma destinação inteligente as garrafas pets descartadas”, comenta Adriano.

Além de ser bem mais leve e 12 vezes menor que um computador padrão, o ECOPC ajuda na diminuição dos gases do efeito estufa, pois no mesmo veículo de transporte podem caber até 12 vezes mais computadores, e também resolve um problema sério, que é o lixo eletrônico, além da poluição gerada pela fabricação dos gabinetes atuais de metal e plástico.”
Matéria Completa, ::Aqui::

Nenhum comentário: