Famílias de Alagoas investem em produção sustentável de doces

Ciclo Vivo

“Para investir em um negócio sustentável é preciso pensar em toda a cadeia de produção. Tendo isso em mente, agricultores de Palmeira dos Índios, no agreste de Alagoas, fabricam doces utilizando a energia gerada pelo sol e pelo vento.

Após trabalhar por um tempo vendendo frutas pelas feiras de Alagoas, o agricultor Delmiro de Lima percebeu que o seu trabalho não estava rendendo o suficiente. Havia mais produto disponível do que comprador, então ele resolveu investir na fábrica de doces.

O negócio de Delmiro de Lima faz parte do Programa de Pesquisa e Desenvolvimento da Eletrobrás Alagoas, que incentiva a geração de renda sustentável para comunidades rurais, estimula o uso eficiente da energia elétrica e a utilização de energias renováveis.

A cooperativa possui uma bomba d’água, que funciona com energia eólica produzida pelo vento através do cata-vento. Para produzir os doces, a água é aquecida pela luz do sol. Desta forma, os produtores também economizam no gasto de energia da fábrica.

O grupo é composto por 20 famílias, enquanto os homens trabalham na produção rural, as mulheres trabalham dentro da cooperativa. Antes do projeto, boa parte delas não fazia ideia que o sol produzia energia.

As frutas são lavadas e selecionadas para depois serem transformadas em doce em calda no tacho elétrico. Diariamente, podem ser produzidos 250 quilos de doce. A cooperativa abastece algumas cidades, porém almejam abastecer todo o estado de Alagoas.”
Foto: Luis Vasconcelos

Nenhum comentário: