Acidificação oceânica atual está até cem vezes maior do que variação natural


Jéssica Lipinski, Instituto CarbonoBrasil

“A acidificação dos oceanos é um fenômeno que, assim como o efeito estufa, aumenta e diminui naturalmente na Terra. O problema é que a maioria dos cientistas acredita que as influências do ser humano na natureza estão fazendo com que esses fenômenos ocorram muito mais rapidamente do que o normal, não dando tempo suficiente para as outras formas de vida se adaptarem.

Em um novo estudo, pesquisadores descobriram que a acidificação dos oceanos, desencadeada pela absorção de dióxido de carbono da atmosfera pelos mares, está atualmente muito acima do nível dos últimos 21 mil anos, e sua aceleração pode estar ligada principalmente a uma causa: o aumento das emissões antropogênicas.

De acordo com a pesquisa, desenvolvida pelo Centro Internacional de Pesquisa do Pacífico da Universidade do Havaí em Manoa, Honolulu, e publicada pelo periódico Nature Climate Change, cerca de 30% da liberação de CO2 promovida pelo homem através da queima de combustíveis fósseis, da produção de cimento e do uso da terra é absorvida pelos oceanos.

Esse fenômeno é normal na natureza, mas com o crescimento mais acentuado das emissões, a absorção de dióxido de carbono é cada vez mais rápida e em maior quantidade, não deixando que os ecossistemas marinhos se adaptem à nova concentração de CO2.”
Matéria Completa, ::Aqui::

Nenhum comentário: