Pesquisadores criam nova forma de obter energia solar



O projeto concentra luz do sol sem uso de espelhos; grupo do MIT propõem usar células fotovoltaicas (PV), ou seja, materiais que captam a luz solar e a transformam em eletricidade


Cientistas americanos desenvolveram uma nova maneira de armazenar a luz do sol sem espelhos. O método divulgado nesta quinta-feira, 8, pela revista “Nanoscale Research Letters”, mostra um forma mais econômica de aproveitar os níveis de energia solar usando sistemas compactos. O grupo liderado por Peter Bermel, do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), desenvolveu um projeto que utiliza células fotovoltaicas (PV), materiais que captam a luz solar e a transformam em eletricidade.

O funcionamento do projeto é semelhante ao desenvolvimento de células fotovoltaicas comuns. A única diferença é que os raios solares não são absolvidos diretamente pelo material fotovoltaico, mas por um absorvente que seleciona sua cama superior emitindo luz. A energia capturada se transforma em eletricidade ao passar pela célula fotovoltaica.

Os métodos tradicionais de coleta de raios solares utilizam uma matriz de espelhos para concentrar a quantidade de energia para executar uma turbina a vapor para gerar eletricidade. "O que eu estou procurando é uma alternativa para esse paradigma concentrando a luz solar térmica", diz Bermel. A proposta dos pesquisadores é capturar a luz e refleti-la de volta ao material barateando o custo da energia. O projeto permite que o dispositivo converta em média 36% da energia solar incidente em eletricidade - que é maior do que o máximo teórico que poderia ser alcançado pelas células solares fotovoltaicas tradicionais. Segundo o relatório, estes dispositivos TPV podem ser fabricados usando tecnologia de fabricação-padrão de chip.”

Nenhum comentário: