Filme plástico é usado para fabricação de biocompósitos


Redação, Agência USP / Envolverde

“Um estudo desenvolvido na Escola de Engenharia de Lorena (EEL) da USP busca diminuir o impacto ambiental causado pelo descarte de filmes plásticos em meio aos resíduos sólidos municipais, utilizando esse material na fabricação de biocompósitos. O projeto foi desenvolvido pela aluna Cibele Rosa Oliveira, do curso de Engenharia Industrial Química.

“Buscamos conciliar a experiência do grupo em fazer compósitos misturando fibras naturais com polímeros (plásticos). No caso, usamos as folhas plásticas descartadas como lixo comum”, explica o orientador da pesquisa, o professor Adilson Gonçalves. Segundo ele, a ideia é dar uma aplicação mais racional para o enorme volume de plástico que é descartado no meio ambiente.

A proposta da pesquisa é, após essa triagem, buscar alternativas de uso para esse material. “Com a experiência prévia do grupo, decidimos por misturar esse plástico com fibras naturais, especialmente bagaço de cana, para obter biocompósitos que possam ser usados como divisórias ou painéis automotivos ou mobiliários, que têm uma boa resistência mecânica e são mais biodegradáveis que painéis plásticos convencionais, uma vez que possuem as fibras naturais”, aponta.

Gonçalves conta que foi feita uma triagem do material plástico que é descartado como lixo comum. Foram separadas as folhas plásticas que revestem alimentos, que são usadas em embalagens de biscoitos e também as sacolas plásticas. Este material, mesmo que devidamente limpo e separado, não é coletado pelos catadores. “Ele corresponde de 5% a 6% da massa do resíduo sólido municipal e causa impactos negativos nos aterros, pois não é degradável e impermeabiliza o solo onde o lixo for depositado”, relata.”
Matéria Completa, ::Aqui::

Nenhum comentário: