Vilarejo na Nigéria constrói casas com garrafas e areia


Serão construídas 25 moradias, cada uma, com quarto, sala, banheiro e cozinha; projeto usará 7.800 modelos de garrafas plásticas


Em uma terra cedida por um empresário e ambientalista grego, moradores do vilarejo de Yelwa, localizado na Nigéria, construíram a primeira casa do terreno utilizando garrafas plásticas usadas. As garrafas utilizadas no projeto foram preenchidas com areia e colocadas lado a lado em fileiras, unidas com lama. Após o sucesso do projeto, que se tornou atração turística da região, estão sendo construídas 25 casas semelhantes, que vão ser postas para alugar. Cada uma - com quarto, sala, banheiro e cozinha - usará 7.800 garrafas plásticas.

A tecnologia intitulada "garrafa-tijolo" começou há cerca de nove anos na Índia e na América Latina. Comparada aos materiais de construção convencionais vem se mostrando mais eficiente em termos de custos e uma alternativa mais ecológica em relação ao meio ambiente. As casas também são uma alternativa para o forte calor da região, já que o material ajuda a manter as temperaturas mais baixas nos interiores.

Segundo informações da empresa de pesquisa de mercado internacional, Zenith, grande parte da água comercializada na Nigéria chega ao mercado em pequenos sacos de plástico, porém, a venda de água engarrafada cresce cerca 500 milhões de litros por ano. As garrafas utilizadas na construção das casas são fornecidas por restaurantes, hotéis, residências ou embaixadas estrangeiras.”

Nenhum comentário: