China anuncia 100 projetos de energia limpa na África


Trabalhos serão para ajudar o continente no combate as mudanças climáticas


O governo chinês anunciou a implantação de 100 projetos de energia limpa e renovável que será realizado no continente africano. A ação visa ajudar a África na luta contra as mudanças climáticas. De acordo com o diretor-general do Departamento de Assuntos Africanos no Ministério das Relações Exteriores da China, Lu Shaye, dez países do continente serão beneficiados com os projetos. A escolha deve-se ao fato de que o continente é o mais afetado pelas mudanças no clima e assim parte desses efeitos pode ser minimizada.

Entre os cem projetos estão trabalhos direcionados à energia solar, biogás, e hidrelétricas, com o intuito de facilitar e obtenção de energia e tornar o processo mais limpo. Os primeiros países que estão na lista de beneficiados dos projetos são a Etiópia e o Moçambique, que devem começar a receber as instalações em breve. O continente africano tem sido a principal preocupação de especialistas, que garantem que os impactos das alterações climáticas podem ser sentidos com mais intensidades nessas áreas, que atualmente já são afetadas pela pobreza e pela falta de estrutura em saneamento básico, por exemplo.

Assim como o território chinês, muitos países desenvolvidos têm investido em estruturas de combate às mudanças climáticas em nações em desenvolvimento, devido ao compromisso estabelecido no Protocolo de Kyoto. No início de outubro, o pesquisador australiano Tony McMichael, da Universidade Nacional Australiana, alertou para o aumento das mortes na África, causadas pela fome e pela propagação de doenças infecciosas.”

Nenhum comentário: